Literatura Fantástica Brasileira

Literatura Fantástica Brasileira

Os melhores livros de todos os tempos.

melhores livros

Por Equipe Literatura Fantástica Brasileira.


Criar uma lista sobre qualquer assunto, seja sobre as melhores bolinhas de gude de toda a história ou os políticos mais corruptos do Brasil, sempre vai dar bafafá (sim, eu sou do tempo em que se usava essa gíria) imagine então criar uma sobre os melhores livros que será publicada em uma página cujos leitores são do meio literário?

É melhor vestirmos nossos coletes à prova de balas porque certamente chumbo grosso está à nossa espera.

Mas, como gostamos mesmo de causar, decidimos fazer uma singela lista daquelas vinte obras que, de acordo com nossa opinião, devem ter sido lidas ao menos uma vez na vida por todo aquele que deseja se denominar leitor.

Essa lista serve, também, como dicas de leitura para quem aspira adentrar o universo das letras, porque é de censo comum o fato de que bons escritores só se formam com boa leitura.

Claro, ninguém precisa necessariamente ler ou já ter lido todas as obras da lista, eu mesmo não li todos os livro dela, só li as que indiquei, mas pelo menos fazendo essas indicações acreditamos evitar que leitores se deparem com tanta porcaria como as que vem sendo publicadas ultimamente.

Sim, a lista só possui os clássicos, mas se todos se dedicassem a ler os clássicos ao invés de terem como base obras como Cinquenta Tons de Algum Lixo para a criação de novas obras talvez o mercado literário pudesse oferecer obras recentes de melhor qualidade.

Nada contra o gênero do Cinquenta Tons, cada um lê o que quer (a tal "literatura de lazer" como dizem agora) mas clássicos são clássicos e deveriam estar na lista de qualquer um que busca ser um autor respeitado (se é esse o objetivo do sujeito em questão).

Longe de nós esperarmos que com a divulgação dessa lista surgirão autores do mesmo quilate dos consagrados autores das obras a seguir citadas, nem que Jesus voltasse à Terra isso aconteceria, mas serve como uma pequena colaboração, dica de leitura para que se aprenda a criar personagens, enredos e, com isso, uma obra legível.

Criar essa lista não foi nada fácil e confessamos que arranca-rabos (não sei se os jovens ainda usam esse termo) ocorreram entre nós, mas entre feridos e bêbados salvaram-se todos (para o terror de quem se caga de medo do blog e que gostaria que todos morrêssemos).

Chega de lorota (é, o tio tá véio mesmo) e vamos à tão esperada lista:

1 — Dom Quixote, Miguel de Cervantes

2 — Guerra e Paz, Liev Tolstói

3 — A Divina Comédia, Dante Alighieri

4 — Cem Anos de Solidão, Gabriel García Márquez

5 — A Montanha Mágica, Thomas Mann

6 — Em Busca do Tempo Perdido, Marcel Proust

7 — O Processo, Franz Kafka

8 — Crime e Castigo, Fiódor Dostoiévski

9 — Édipo Rei, Sófocles

10 — Ilíada e Odisseia, Homero

11 — Anna Kariênina, Liev Tolstói

12 — O Castelo, Franz Kafka

13 — Os Lusíadas, Luís de Camões

14 — Hamlet, William Shakespeare

15 — Grande Sertão: Veredas, Guimarães Rosa

16 — Orgulho e Preconceito, Jane Austen

17 — As Viagens de Gulliver, Jonathan Swift

18 — O Apanhador no Campo de Centeio, J. D. Salinger

19 — Paralelo 42, John dos Passos

20 — Admirável Mundo Novo, Aldous Huxley

E então? Você concorda com ela? Não?

Deixe sua opinião nos comentários, apenas nos atemos ao direito de não darmos atenção aos trolls.

Entre em contato: litfanbr@gmail.com

Um comentário:

  1. Eu acho q o nome de Hermann Hesse precisa ser incluido com Damien.

    ResponderExcluir

Pode chorar...