Literatura Fantástica Brasileira

Literatura Fantástica Brasileira

Dicas para escrever um romance de fantasia.


Por Astrid Underground.


Fuçando pela internet me deparei com esse artigo e achei ele bem pertinente.
Claro que "dicas de como escrever" existem aos montes pela internet afora, cada qual com sua receitinha mágica de como criar um best-seller que atravessará gerações. O curioso é que mesmo se achando dignos de darem tais receitinhas poucos deles foram capazes de escrever alguma coisa realmente legível.
Mas gostei dessa matéria e por isso resolvi compartilhá-la com os leitores do blog.
Espero que elas sejam úteis.
Tinha em mente transcrever o conteúdo pra cá, mas como isso não é possível e eu não consegui contato com a autora, sou obrigada a apenas indicar o link do blog Ronizealine.
Espero que sejam úteis.


Entre em contato: litfanbr@gmail.com


5 comentários:

  1. É realmente um grande clichê do autor nacional:

    1 - Escrever e publicar o primeiro livro.
    2 - Publicar dicas sobre como escrever bem.

    ResponderExcluir
  2. "EsperA que eles sejam úteis."?
    Quem espera?

    "(...) e eu não conseguiR contato com a autora (...)"?
    O infinitivo do verbo de terceira conjugação conseguir cabia nesse contexto?

    Um erro, às vezes, até pode ser perdoado. Mas dois e em parágrafos seguidos?
    Sugiro uma revisão antes de publicar seus textos, srta. "Astrid Underground".

    Saudações cordiais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Astrid Underground28 de maio de 2014 13:07

      Pois é Anônimo, pra você ver como são as coisas.
      As correções já foram feitas, obrigada, mas o que vale é passar a informação.
      Talvez eu me preocupasse mais se eu fosse profissional da escrita, o sofrível é ver quem se diz escritor cometer erros bem mais grotescos que os meus.

      Excluir
    2. Para você ver que ninguém está isento de erros... O trabalho de quem "policia" um grupo é árduo e seus atos, sob constante vigilância.

      Essa de "o que vale é passar a informação" e "talvez eu me preocupasse mais se eu fosse profissional da escrita, (...)" são uma desculpa um tanto esfarrapada, concorda?

      Saudações cordiais.

      Excluir
    3. O cara vem aqui apontar erros de digitação de um texto? Típica coisa de quem quer diminuir o trabalho de quem atua no blog.
      Será que isso, pensa ele, irá diminuir o teor das críticas que eles fazem?
      Não tem o que comparar: erros de digitação de erros de construção de frases, pleonasmos, ideias mal articuladas ou prometer mundos e fundos (como algumas editoras fazem) e entregarem porcaria.
      Vá te catar!

      Excluir

Pode chorar...