Literatura Fantástica Brasileira

Literatura Fantástica Brasileira

Campanha Literária no Dia do Livro.



Por Equipe Literatura Fantástica Brasileira.

Hoje, dia 23 de abril, comemora-se o dia do livro e nós do blog não poderíamos deixar uma data tão importante passar em branco.
Ainda que os veículos de comunicação tenham ignorado completamente a data (fato compreensível uma vez que o tema não se relaciona à nenhuma minoria discriminada) nós cumpriremos, novamente, nosso papel em prol da "limpeza" do meio literário.
Até meia-noite (falta pouco, mas dá tempo) queime aquele livro terrível, mal escrito, mal revisado ou que simplesmente você tenha odiado.
Evite que outra pessoa, assim como você, percam seu tempo lendo uma porcaria enquanto poderiam assistir Ana Maria Braga, Vídeo Show ou alguma novela.
Queime também na internet, divulgue para seus parentes, amigos (e por que não para os inimigos também?) e conhecidos aquele livro péssimo que fez você se arrepender de ter lido. 
Resumindo: queime o escritor lazarento que o convenceu a comprar a desgraçada obra que hoje sequer serve para limpar o traseiro pela qualidade do papel em que foi impresso!
Apoie a campanha "QUEIME A OBRA DE UM ESCRITOR CHARLATÃO".
A Literatura Fantástica (ou não) Brasileira agradece.

Entre em contato: litfanbr@gmail.com



Não citaremos um livro apenas, mas entregamos logo o autor pelo conjunto da "obra".

7 comentários:

  1. Minha nossa senhora!
    Eddy Caos!!!
    O sujeito é tão tosco e sem senso do ridículo que se não existisse precisaria ser inventado.
    Nem sabia que o infeliz escrevia, mas certamente se ele depender de mim pra sobreviver vai morrer de fome.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, ele acha que escreve e tem gente que reforça essa ideia na cabecinha dele.

      Excluir
  2. Graças a Deus tem pessoas coerentes no mundo.
    http://letras-eletricas.blogspot.com.br/2013/04/queime-um-livro.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda não entendi se isso é um elogio ou uma crítica, mas tudo bem.

      Excluir
  3. Creio que a ideia seja totalmente metafórica e que quando dizem: "queimem um livro" estejam se referindo à ideia de "queimar o mal profissionalismo" ou "queimar a picaretagem".
    Realmente se as pessoas "queimassem" esse tipo de coisa que só degrada a literatura brasileira ao invés de ficar passando a mão na cabeça dos "coitadinhos" a situação seria um pouco melhor.
    Quem leva tudo ao pé da letra fazendo referência à Inquisição ou algo do tipo merce um pé na bunda tanto ou mais que esses escritores deploráveis que pululam por aí.
    Parabéns.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como costuma-se dizer: para bom entendedor meia palavra basta.
      Tudo depende do intelecto de quem interpreta o texto.
      Visto que normalmente os que nos criticam são aqueles que agem da mesma forma que os aqui apedrejados, nos reservamos no direito de não debater com a escória literária.

      Excluir
  4. Nem sei do que eu ri mais: se foi da matéria (muito boa aliás) ou se foi dos comentários, kkkkkkkkkk

    Ghost Writer

    ResponderExcluir

Pode chorar...