Literatura Fantástica Brasileira

Literatura Fantástica Brasileira

O círculo vicioso literário.



Por Chutenacara.com.br.

Dia desses houve mais um lançamento literário (dentre tantos que pululam por aí) ao qual um amigo compareceu. Fingindo inocência ainda lhe perguntei sobre quem esteve presente (como se eu não soubesse qual seria a resposta).
Como sempre quem compareceu foi a mesma turminha de baba-ovo, os já conhecidos wannabie-writters.
Não me manifestarei em relação ao livro lançado uma vez que não o li (e provavelmente não chegarei a fazê-lo), mas pelo "histórico" do autor já posso fazer uma idéia da qualidade do trabalho.
Tudo bem, posso estar enganado, visto que há a possibilidade de uma equipe qualificada ter se encarregado de revisar o livro e ajudar o dito cujo a desenvolver algo decente. 
Mas não é esse o objetivo do presente texto, por via de regra o próprio destino se encarrega de esculhambar coisas de má qualidade.
O que os leitores precisam entender é que existe literatura fora desse círculo vicioso formado por uma gleba de pessoas que se considera os expoentes da literatura fantástica.
Há os que não fazem parte dessa panelinha e atuam de forma paralela e independente quer seja por convicção própria ou por não conhecerem essa gente (ainda bem!).
Não sou de realizar propagandas gratuitas, mas sugiro ao amante da literatura de horror que visite o blog http://www.contosdeterror.kit.net/, onde é possível ler um material de ótima qualidade cujo autor está alheio a toda essa mediocridade.
Acredito que as coisas estejam mudando, ainda que de forma bastante sensível, pois é visível o fato de que o "status" do pessoal que ludibria os leitores com falsas promessas de boa leitura está nitidamente diminuindo.
Deixemo-os permanecer nesse círculo vicioso, onde um cheira o traseiro do outro, completando esse infindável círculo de mal caratismo e incapacidade criativa.
Visitem o blog indicado e depois me digam se o material merece ou não elogios.
Boa leitura.

Entre em contato: litfanbr@gmail.com


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pode chorar...