Literatura Fantástica Brasileira

Literatura Fantástica Brasileira

Concurso literário.



Por Chutenacara.com.br.

As reuniões de equipe sempre são muito divertidas.
Rendem muitas risadas devido à forma como a banda podre da literatura vem reagindo diante do que é publicado aqui no blog, e nos deixa mais indignados com a cara de pau com que eles sempre buscam novas formas de ludibriar o povo.
Mas enfim, o cômico é que quanto mais passa o tempo o pânico que toma conta deles parece ser maior devido à busca desesperada dessa gente em tentar descobrir quem são os colaboradores do blog que usam pseudônimos, como eu.
Isso faria alguma diferença? Claro que faria, pois assim a escória poderia nos evitar, por exemplo, nos excluindo das redes sociais, assim como o fazem com aqueles que aqui se identificam.
Eles acreditam que, agindo assim, não tomaremos conhecimento das peripécias que andam aprontando por aí.
Estamos infiltrados entre eles mais do que imaginam, só espreitando e aguardando o momento propício para esculhambá-los. Meu lado sádico (bastante desenvolvido, por sinal) se delicia com isso.
A gentalha devia imaginar que a página fosse apenas mais uma sem credibilidade alguma que teria uma meia-dúzia de matérias sem nenhuma repercussão e que logo cairia no esquecimento.
Parece que estavam enganados.
Mas nosso intuito nunca foi embutir medo nesses pilantras, mas sim, conscientizá-los de que há a necessidade de se produzir um trabalho de qualidade para que o gênero da literatura fantástica mereça o reconhecimento que lhe é devido.
Relatei, na última reunião, que minha vontade é a de escancarar tudo: dar o nome de cada um desses vigaristas que se fazem valer da literatura somente para angariar fundos e ludibriar os leitores, mas ainda não foi dessa vez que concordaram com essa idéia.
“Possivelmente nos processarão”, é o argumento mais forte contra ela, mas eu adoraria que um desses excrementos tentasse me processar, só para ver a cara de imbecil deles diante de um juiz tentando convencê-lo de que o que publicamos é mentira.
Até me propus a publicar sem usar meu pseudônimo, mas fui voto vencido.
Mas enfim, vamos ao que interessa.
Como a fórmula de organizar antologias e não dar satisfação aos participantes parece estar manjada, surgiu então uma nova forma dos inescrupulosos enganarem os escritores principiantes: os concursos literários.
“Enviem-nos seu conto, e se ele for um dos ganhadores, participará da antologia tal”.
Prático, não?
Claro, ao invés de reunir escritores que provavelmente já estão calejados e não cairão na história da carochinha deles fica mais fácil criar uma antologia com os “contos vencedores” de escritores novatos e assim não ter nenhuma obrigação de lhes pagar direito autoral algum. Brilhante!!!
Ora, quando organizam as antologias eles já não selecionam os melhores contos? Não! Eles incluem no trabalho os autores que podem pagar pelo valor estabelecido, caso contrário, não haveria tantos contos ridículos dentro dessas antologias que pululam por aí.
Fica cansativo dizer, mais uma vez, aos autores iniciantes, para que pesquisem acerca desses “organizadores” e “editoras” que prometem mundos e fundos e blá blá blá.
Não há a necessidade de citar nomes, basta pesquisar e verá que o que digo é verdade.
Boa sorte.

Entre em contato: litfanbr@gmail.com

3 comentários:

  1. Gostaria de agradecer, desde já, a iniciativa dessa comunidade em alertar os escritores iniciantes em relação essa burocracia estúpida que o mercado editorial se tornou. Não sou um grande fã de sarcasmo, mas ainda assim a informação contida aqui é de suma importância para qualquer escritor que queira ingressar no "mercado". Acompanho o blog faz um tempo e achei interessante me manifestar para valorizar o trabalho de vocês ainda mais e reforçar que ele não é em vão.

    ResponderExcluir
  2. gostaria de lembrar que o site http://concursos-literarios.blogspot.com, por questões éticas e de princípios, não abre espaço para concursos e seleções que cobrem quaisquer taxas do autor, seja de inscrição ou, ainda pior, pela publicação

    No caso de seleção para antologias que serão comercializadas, exigimos ainda que sejam quitados os direitos autorais (em livros ou porcentagem sobre vendas) ... ou é dessa maneira, ou não ajudamos a divulgar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parabéns Rodrigo, se todos agissem dessa forma essa escória literária que visa somente o lucro seria extirpada do meio.
      Obrigado pela visita.

      Excluir

Pode chorar...