Literatura Fantástica Brasileira

Literatura Fantástica Brasileira

Os puxa-sacos se manifestando.


Por Oscar Mendes Filho.

Após um longo período sem novidades cá estou novamente, é minha vez.
O blog não deixa de publicar matérias novas por descaso para com a página e o público que o visita, mas sim, por considerarmos que se torna tedioso bater sempre na mesma tecla.
Mas permanecemos de olho em tudo o que ocorre no meio literário só esperando que mais falcatruas surjam para que as denunciemos.
O engraçado é que os lançamentos que pululavam como vermes na carniça diminuiram um pouco após o lançamento do blog, por que será?

Mas vamos ao assunto da vez: os puxa-sacos.
Sim, parece que aqueles que se consideram injustiçados e caluniados pelas nossas matérias sequer possuem a capacidade de se defender, deixando esse trabalho a cargo dos baba-ovos e puxa-saco que insistem em endeusá-los.
Por que digo isso?
Porque recentemente, ao moderar os comentários nas matérias, me deparei com um cidadão que veio com todo aquele velho blá blá blá de que somos invejosos, recalcados e hipócritas.
Por que será que ao invés de tentar nos insultar esses infelizes não tentam justificar suas atitudes deploráveis? Poderiam dizer assim "Eu sacaneio os leitores porque preciso vender meus livros, caso contrário, morro de fome", não seria mais digno? Ao menos tentariam justificar seus livros de péssima qualidade e suas antologias esdrúxulas fazendo com que compreendêssemos sua posição de mortos de fome desesperados por dinheiro.

Bom, até onde chega meu nível de conhecimento uma pessoa "hipócrita" é aquela que é fingida e falsa, correto?
Respondendo por mim: até onde sei eu não mantenho vínculos de amizade com a banda nefasta da literatura. Não sou do tipo que fica cheio de elogios e sorrisos com quem eu desprezo. Grande parte da escória literária já deixou de fazer parte da minha lista de amizades e os pouco que ainda restam ainda não se retiraram por falta de vergonha na cara, mesmo assim, eu sequer me comunico com essa gentinha deplorável. Onde está, então, a hipocrisia?

Pesquisei acerca do autor do comentário esdrúxulo e percebi que provavelmente nenhuma matéria publicada deve tê-lo atingido, uma vez que o imbecil sequer possui obras publicadas que o façam adentrar no lixo literário (e, se possui, são ignoradas por completo por sequer chamarem a atenção). Mas, o mais interessante, é o fato de que essa tal criatura é "amiguinha" de muita gente que certamente recebeu um soco na cara com nossas matérias.
Resumindo: ele se doeu pelos "amiguinhos" e tentou defendê-los, ou então os covardões pediram que ele fizesse isso.
O mais cômico é que ainda não citamos o nome de ninguém, e se até mesmo os pela-sacos (como o medíocre autor do comentário infeliz) conseguem identificar seus "amiguinhos" dentro das denúncias feitas nas matérias é porque ele mesmo reconhece que esses "escritores" e "organizadores" não passam de um belo monte de esterco. Por que vir nos encher o saco então? Claro, para ganhar pontos com a "panelinha" de forma que ao lançar alguma outra porcaria dentre tantas que já existem, ela será divulgada pela corja em meio a elogios e toda a propaganda enganosa que já conhecemos.
É o famoso "dar para receber", a lei vigente dentro do meio "panelo-literário".

Pois é, além de agirem de maneira escrota para com a literatura e os leitores e serem incapazes de ao menos tentarem justificar a merda que andam fazendo, são covardes ao ponto de não darem a cara para apanhar, servindo-se de um pobre coitado para vir poluir nossa página.
Não, o comentário não foi publicado assim como nenhum que possua o mesmo teor será.
Se quiserem argumentar (se existirem argumentos), a página receberá seus comentários, caso contrário, nada feito.

A galerinha carniceira permanece com o rabo entre as pernas, visitando a página diariamente (como comprovam os dados que o blogger nos fornece), com o ânus na mão temendo que uma nova denúncia seja feita sobre ela.

O que me deixa triste é que esse "defensor da gentalha literária" mora onde o Judas perdeu as botas, de forma que não terei o prazer de deparar-me com ele em algum evento. Nossa conversa seria, digamos, "animada".

Termino por aqui, agradecendo a visita de todos que acompanham o blog e prometendo que novidades interessantes virão em breve.

"O silêncio que antecede o esporro".

Entre em contato: litfanbr@gmail.com


Um comentário:

  1. Rogério comenta: Cara, gostei do teu site, eu até tou rindo aqui com as verdades que tu dizes que soam como porradas na cara daqueles que querem se dar bem sem respeitar o próximo, no caso os autores mais descuidados, já favoritei aqui teu site. Bem questionador nesses tempos onde é crime dar ou ter opinião, nesse Brasil politicamente correto idiota e censurador; essas antologias caça-níqueis (salvo rarissimas exceções), e esses coachs literários ...tem uma que tá morando até nos States, tanto fatura nos não módicos cursos de aprenda a escrever. Ah, mas se tu notar bem os tais galãs organizadores das antologias kkkk a coisa tá feia pra eles né, o país tá afundando...ninguém mais contrata eles como coach literário, ninguém mais paga pra publicar nas antologias (até o exemplar de cortesia pro autora era pago, só não falavam nos royalties de autor isso pra eles não existe). Note que tem um famosão desses que enveredou pra ser Youtuber...tipo um curso online ali divugaldo, 500 pratas por muito papo furado...o mais ruinzinho Youtuber metido a polêmico ou bobalhento hoje em dia fatura no minimo 30 mil monetizando os views, por isso os tais galãs tão indo também pro Youtube... É a Revolução Cultural da Idiotice e da Picaretagem, só no Brasil mesmo... Meu email, pode mandar uma alô , uma bronca , um sinal de fumaça, um palavrão ou um Ok... rogerio727@yahoo.com.br

    ResponderExcluir

Pode chorar...