Literatura Fantástica Brasileira

Literatura Fantástica Brasileira

Entendendo a revolta.



Por Equipe Literatura Fantástica Brasileira.

Como hoje a página completa um mês de criação decidimos publicar as estatísticas referentes às visitas do blog para que você, caro visitante, possa entender o motivo de a patotinha do meio literário estar subindo nas tamancas por causa do que vem sendo publicado aqui.
Veja os números e seguiremos o raciocínio:

31/01/2012, 3 comentários
201 Visualizações de página
13/01/2012
187 Visualizações de página
18/01/2012, 2 comentários
168 Visualizações de página
17/01/2012, 1 comentário
167 Visualizações de página
24/01/2012, 2 comentários
166 Visualizações de página
22/01/2012, 4 comentários
163 Visualizações de página
19/01/2012, 2 comentários
162 Visualizações de página
14/01/2012
160 Visualizações de página
30/01/2012, 1 comentário
151 Visualizações de página
29/01/2012, 2 comentários
150 Visualizações de página



Como podemos ver, amigo leitor, os números falam por si.
Esse levantamento foi feito hoje e ficamos surpresos com o resultado.

Sabíamos que a ânsia das pessoas por descobrirem o que se passa nos bastidores da literatura brasileira (especialmente a Litfan) era grande, mas não imaginávamos que o número de visitas seria tão expressivo.
E esse, também, deve ser um dos fatos que incomodam o lixo literário: o de termos a certeza de que nossa página esteja obtendo um número de visitas superior que as deles.
Ao que parece, as tentativas de denegrir a veracidade do que é aqui publicado tem sido em vão.

Pois é, um blog "mequetrefe", "tendencioso", "feito por um bando de amargurados, rejeitados e revoltados" consegue receber uma visitação maior que as belas páginas cheias de "fru-frus" dos "deuses da literatura".
Também, convenhamos, que graça tem visitar páginas, essas sim, tendenciosas, em que só sabem enaltecer obras desprezíveis de escritores medíocres e puxar o saco dos amiguinhos de panela? Já ficou massante demais, até mesmo ridículo isso!
Chega de corporativismo! Vamos dar valor ao que merece!

Não somos donos da verdade desejosos de enfiar conceitos e idéias na cabeça dos leitores, apenas somos um grupo de pessoas que deseja ver o ramo literário moralizado para que possa ser reconhecido e respeitado como merece.
Enquanto houver quem tripudie encima da literatura, seja de que maneira for, ela sempre será posta de escanteio dando lugar às obras estrangeiras.
Apenas publicamos os fatos, ainda tendo o cuidado de não citar os envolvidos na sujeira, e esperamos que o leitor utilize seu senso crítico para averiguar se o que publicamos é ou não verídico.
Você tem todo o direito de concordar ou não com as matérias, mas utilize de argumentos quando quiser defender seu ponto de vista, ok?

Obrigado leitor, pelo prestígio que nos tem concedido, pelas visitas realizadas, pelos e-mails que nos foram enviados e pela repercussão positiva. É bom saber que há mais pessoas, além de nós, com opinião própria e que enxergam as coisas da maneira como elas realmente são.

Quanto à banda podre, pode continuar esperneando, menosprezando e fingindo que não existimos, para nós, o que importa é que seu castelinho de areia está ruindo e os leitores não mais serão enganados com obras desprezíveis, prêmios mentirosos, escritores acéfalos e organizadores oportunistas.

Gratos pela visita e atenção.

Aguarde as cenas dos próximos capítulos.

Entre em contato: litfanbr@gmail.com


3 comentários:

  1. A tabela não ficou um primor de qualidade, mas o que importa é mostrar os números.

    ResponderExcluir
  2. AAhhh que legal, meu texto está no podio, kkkkkk Adorei a estatística!!!
    Bom saber que o pessoal se interessa pelo que rola atrás dos bastidores... Que venham mais textos! (mas eu ultimamente, ando vazia), rsrs

    Beijos, galera!!!!

    ResponderExcluir
  3. Nos interessa saber as informações relatadas aqui; as estratégias desleais, enganosas que autores ou até mesmo editoras praticam. Passo sempre para conferir os textos e tomar conhecimento.

    Espero que as próximas matérias sejam pautadas nisso.

    Abraço e sucesso.

    ResponderExcluir

Pode chorar...